Sexta-feira, 8 de Abril de 2011

Entrevista feita a Tó Neves pelo site da FPP


Tó Neves admite que pode colocar no final da época um ponto final na longa carreira de hoquista, que acumula com as funções de treinador. Aos 45 anos, comemorados na 2ª feira, continua, no entanto, a espalhar classe nos pavilhões nacionais e internacionais, a marcar golos e a destacar-se na excelente época realizada pela Oliveirense.

«Quando tinha 29 anos, já me chamavam veterano, mas continuei a jogar, apesar das críticas, e penso que quebrei um tabu no hóquei em patins. Estou determinado e posso terminar a carreira de jogador este ano. Não sei ainda o que vai acontecer amanhã, embora haja 99, 9 por cento de hipóteses de acabar», afirma Tó Neves, em declarações ao site da Federação de Patinagem de Portugal.

O treinador e jogador sente que, neste momento, há mais condições que lhe permitam abordar o fim da carreira de forma mais consistente: «Já consigo imaginar que a minha presença na equipa não é prioridade, ao contrário do que acontecia nas outras épocas, porque tenho jogadores que me dão garantias no futuro».


A apenas quatro pontos de FC Porto e Benfica, Tó Neves não coloca a Oliveirense na rota do título: «São clubes com outras condições, recheados de bons jogadores e mais respeitados. É importante que olhem mais para os meus atletas, não só a nível de selecção, como clubes mais fortes. Só no final é que fazemos as contas, mas esta é minha melhor época como treinador até…Abril».


O conjunto de Oliveira de Azeméis destaca-se, também, na Taça CERS, tendo a perspectiva de atingir a Final-Four: «Derrotámos duas equipas espanholas e não estamos a falar de formações que lutam pelos últimos lugares. Vencemos na primeira mão, mas o segundo jogo vai ser complicado, não só pelo ambiente, mas pelas dificuldades associadas ao rinque do Vilanova. Seria um sonho disputar a Final-Four, melhor ainda se fosse em Oliveira de Azeméis».



As emoções dos Jogos Olímpicos

Tó Neves já viveu momentos inolvidáveis, reconhece que é difícil escolher um deles, mas a presença nos Jogos Olímpicos de Barcelona está marcada de forma indelével na longa carreira: «Tenho títulos de campeão do mundo, Europa e de Portugal. A minha primeira época como sénior do FC Porto é também inesquecível, mas disputar os Jogos Olímpicos foi uma grande emoção, pelas boas e más razões: estar nos Jogos é o sonho de qualquer desportista. Por outro lado, não ter ganho uma medalha foi uma grande desilusão».  

publicado por A.E.F.D. às 16:26
link do post | comentar

Copyright Info / Física TK © 2011 - Todos os Direitos Reservados.
www.FisicaTVedras.tk